Edições Natureza © - Todos os direitos reservados. 2.003 - 2.011                                                 

 

 

   Milho  -  Zea Mays L.

 

 

Sinonímia popular

 Milho ( cabelo da espiga de milho ) barba-de-milho, estigmas-de-milho

Parte usada

Os estigmas (cabelos) e as Sementes.

Propriedades terapêuticas

Diurético e Antiinflamtório

Indicações terapêuticas

Albuminúria, blenorragia, cálculo renal e na bexiga, cistite, distúrbios cardíaco, febre, retenção de urina, inchaço nas pernas ( gravidez ) inflamções da bexiga, nefrite.

Palavra que vem do latim (Miliu). Planta da família das gramíneas e o respectivo grão. O seu nome científico (Zea mays), planta de caule grosso, com um a três metros de altura, folhas largas, planas e pontiagudas.

O milho é chamado de monóico, porque possui as flores dos dois sexos na mesma planta, os estigmas das espigas femininas são muito compridos, parecendo fios de cabelos. Os grãos ficam um do lado do outro, assim cobrindo a espiga.

Depois da secagem do milho, é usado como ração animal, ou processado para fazer a farinha de onde são feitos os cereais. Outro tipo de milho é usado, na produção de fubá.

O milho é um dos cereais mais utilizados no Brasil. Os pratos mais conhecidos que são preparados com milho são: O bolo de milho, o curau, polenta, pamonha, cuscuz, broa de milho, canjica e a pipoca, etc.

O milho é rico em amidos e proteínas, mas não é indicado para substituir as proteínas, pois ele necessita de dois aminoácidos essenciais que é a lisina e o triptofano.

Cerca de 85 tipos diferentes de antibióticos utilizam o milho em sua composição. A capa que é coberta a aspirina são feitas com amido de milho.

Existem também detergentes de maquinas de lavar que na sua composição tem um ácido cítrico derivado do milho.

Depois do trigo e do arroz, o milho (Zea Mays) é o cereal mais cultivado no mundo. As populações indígenas brasileiras também o consumiam em larga escala.

Do milho se aproveita tudo: dos grãos se extraem óleo, fubá, farinha (biju) canjica, canjiquinha, flocos, amido; das folhas que envolvem a espiga se fazem forragens para animais e lindas peças de artesanato; o "cabelo de milho" é amplamente utilizado na medicina popular como diurético; e o sabugo, também usado para a confecção de placas isolantes.

Princípio Ativo :  Zeina, albumina, ácidos málico, tatárico e maizênico, alentoina, hordenina, peroxidade, oxigenase, maltose, proteinas, sais minerais e vitaminas A, B1, B2, e c.

Partes Usadas :   Os estigmas(cabelos) e as Sementes.

Uso Popular :  As sementes são altamente nutritivas. O cabelo do milho novo, fresco ou seco, em infusão purifica o sangue, sendo poderoso diurético, desinfetante das vias urinárias, contra albuminúria, inflamação da bexiga, nefrite, cistite, litíase, desinflama e combate infecções da vesícula dos rins e da bexiga, elimina o ácido úrico, dissolve areias e cálculos renais e diminui dores. Baixa a pressão!

Para combater o cálculo renal, diminuir o inchaço das grávidas, melhorar as infecções a bexiga, incluindo a cistite, o cabelo de milho pode ser uma boa erva.
Contra indicações/cuidados : pessoas com dificuldade em urinar devido a inflamação da prostata devem evitar o uso do chá em infusão do cabelo de milho.

Importante: Mas se a dificuldade de urinar for inflamação da próstata, não se deve tomar este chá, pois aumentaria o sofrimento do doente.

Efeitos colaterais: pode aumentar a dor em pacientes com inflamação da próstata.

Modo de usar: infusão de estigma seco. Tomar 2 a 3 xícaras de chá ao dia.

Use um punhado para dois copos de água. Adicione água sobre os fios de milho e deixe em infusão por dez minutos num recipiente fechado. Coe e beba três xícaras de chá por dia. A mistura é muito rica em nitrato de potássio, sem contra indicações.

Secar ao sol e guardar dentro de um pote de vidro, bem tapado.

 


APRENDA A FAZER LIGAÇÕES DE GRAÇA PARA TELEFONES FIXOS COM ADPHONE

Muito bom é facil de usar, testado e aprovado faz ligações grátis para telefones de todo mundo.

Medicina Alternativa®