Edições Natureza © - Todos os direitos reservados. 2.003 - 2.015                                               

 

 

     Artigos Científicos

 
 

A alga marinha Chorella, ou Chlorella, chegou a ser vista, por uma parte da comunidade científica mundial como um alimento de alto valor nutritivo, principalmente na Alemanha, Estados Unidos e Japão, como a solução para o problema da fome mundial. Os laboratórios internacionais selecionaram entre 1000 plantas a Chlorella.

Essa empolgação se deve ao fato da Chlorella ser constituída por 60% de proteínas e multiplicar-se muito rapidamente.

Fome Mundial

A revista Science Newsletter em algumas de suas edições, anunciou que a Chlorella poderia ser a solução em pouco tempo para a fome mundial, devido sua alta taxa de proteínas e a sua capacidade de multiplicação muito rápida.

A revista Scence Newsletter publicou um importante artigo de Harold W. Milner de título: "Alga como Alimento". Ele fez uma estimativa do cultivo da Chlorella, cada acre de Chlorella, favoravelmente cultivado, poderia produzir toneladas de de proteinas e gorduras pro acre ao ano. Isto seria de enorme valor para os problemas de alimentação mundial em pouco tempo.

O Instituto Carnegie, de Washington D.C. publicou um folheto preparado por doutores da Venezuela sobre o "Cultivo de Complexo de Alga com Outros - Organismos de Água Doce nos Trópicos". Suas experiências mostraram que a Chlorella, poderia produzir grande quantidade de caroteno à baixo custo.

A revista Coronet Magazine, publicou um artigo "Chlorella - A Chave do Mundo da Fartura", declarando que cientistas de vários países principalmente os mais ricos (Japão, Alemanha, Holanda, Venezuela, Israel e Inglaterra) estavam trabalhando com o uso da Chlorella como alimento. Alguns trabalhos experimentais foram feitos com assistência ou apoio do governo e de grandes empresas como a Ralston Puriha e General Mills.

Hipertensão

Em um estudo clínico, alguns pacientes com hipertensão receberam a Chlorella em comprimidos na dose de 10g e 100 ml de extrato Chlorella durante dois meses. Durante o estudo clínico foram retirados todos os medicamentos de pressão arterial dos pacientes, em seguida, tratados com Chlorella. Um quarto dos pacientes tiveram uma diminuição na pressão arterial após tomar Chlorella durante dois meses. Os outros três quartos tiveram sua pressão arterial estabilizada, mesmo sem medicação para pressão arterial.

Reduzir a Dor

No ano de 2000, um estudo piloto que foi conduzido em pacientes com fibromialgia que consumiram 10g de Chlorella na forma de comprimido ou pastilhas e 100ml de Chlorella em forma líquida. Os sintomas referentes a dor, foram medidos no início do tratamento, e novamente após um ano e dois meses de tratamento com Chlorella. Depois de dois meses os pacientes com fibromialgia relataram uma redução significativa de 22% na dor e na sensibilidade. Um terço dos pacientes acreditavam que sua saúde estava melhor depois de tomar Chlorella.

Lepra - Hanseníase

Em reconhecimento as propriedades medicinais da Chlorella, o Dr. Jorgensen e o Dr. Convit mudaram o rumo de suas pesquisas, para o uso da Chlorella como medicamento de proteção e tratamento de doenças resistentes a outros medicamentos. Obtiveram uma licença para o uso da Chlorella como suplemento de nutrientes aos pacientes em más condições de saúde do Leprosário de Cabo Blancó, tudo isso com o patrocínio do Ministério de Saúde e Bem Estar Social da Venezuela.

O Dr. Jorgensen e o Dr. Convit usaram uma sopa de alga em pacientes muito debilitados e em estados avançados de lepra, com idades variadas, desde crianças até alguns com 70 anos de idade. Diariamente era dado uma dosagem de 400 ml para crianças e 600 'ml para os adultos. Este tratamento continuou por períodos variáveis, entre 1 a 3 anos. Em nenhum dos casos foi encontrado reação adversa e em muitos casos a melhora foi notável.

Sobre o Nível de Colesterol

Uma reportagem editada por um grupo de pesquisadores do Hospital Wakahisa, de Fukuoka, Japão, intitulada "Efeitos da Chlorella sobre o Nível do Colesterol no Sangue e no Fígado", onde foram administrados 20 pastillhas ou comprimidos diários a 16 pacientes com idades variadas, durante três meses, sem nenhuma droga ou outro produto anticolesterol. A conclusão do grupo de pesquisas, foi que o nível de colesterol baixou significativamente. (Or. M. Okuda, Or. T. Hasegawa, Or. M. Sonoda, Or. T. Okabe e Or. Y. Tamaka, do Jornal Japonês de Nutrição, número 33 de 03/08/1975.).

Necrose do Fígado

Somente após muitos estudos, que foram prolongados por mais de 20 anos, as pesquisas do Dr. Fink mostraram que a proteína da alga Chlorella é "surpreendentemente de alta qualidade", muito superior mesmo ao da clara de ovo e dos produtos do leite, é também muito superior a proteína de algumas plantas como o espinafre e alfafa. No relatório Dr. Fink concluiu que a Chlorella pode prevenir a gangrena do fígado e sugeriu dar Chlorella às pessoas que sofrem de "Kwashiorkor" ao invés das proteínas do leite. Kwashiokor é um tipo de doença decorrente da falta de nutrientes. Seu nome é originado de um dos dialetos de Gana, país da África, e significa "mal do 1° filho, quando nasce o segundo ", indicando o aumento dos casos em que a criança mais velha foi desmamada (do peito materno) precocemente assim que seu mais novo irmão nasceu.

Baseado no relatório: "Sobre a Qualidade da Proteína e Necrose do Fígado, Fator Preventivo de Alga Unicelular". Dr. Hermann Fink,Universidade de Cologne e Bonn, na Alemanha.

Desintoxicação

A Chlorella tem poder de desintoxicar e remover as substâncias tóxicas do nosso organismo. Estás substâncias são venenos contidos nos alimentos que ingerimos, como pesticidas ou podem derivar do próprio organismo, isto é, quando o nosso intestino que contém bactérias que produzem substâncias tóxicas, em alguns casos como resultado de metabolismo ineficiente. A capacidade desintoxicante da Chlorella é devido a sua única parede celular e Sporollenin.

Efeito AntiTumoral

Um trabalho conjunto de pesquisadores da Universidade de Kamazawa, Japão e de Taipei, em Taiwan, foi apresentado no Congresso Internacional de Reims, na França, em 1985. Ele falava sobre os efeitos antitumorais da Chlorella e excepcional aumento no sistema imunológico. Em vários estudos em cobaias, os tumores têm sido vencidos com a inoculação de derivados da célula da Chlorella. O notável aumento da força do sistema imunológico foi devido a administração da Chlorella. ("Imunomodulação por Alga Unicelular­ Chlorella Pyrenoidosa - e Atividades Anti- Tumor em Cobaias Inoculadas", pelo Dr. N. Yamaguchi e equipe do Departamento de Hematologia e Microbiologia da Universidade de Kamazawa, Jápão e Departamento de Bioquímica da Universidade de Taipei, Taiwan, na República da China).O ácido polissacarídeo Chlon A, obtido no extrato da Chlorella Pyrenoidosa mostra um excelente efeito carcinostático contra vários tumores em cobaias. Este efeito pode ser caracterizado pela ausência de alguma relação proporcional entre a quantidade de Chlon A e o efeito carcinostático. Em outras palavras: Chlon A exerce seu efeito em qualquer concentração. Mais ainda, Chlon A tem o efeito de intensificar o potencial de imunização, que é o aumento das células participantes da imunização. ("O Ácido Polissacarídeo, Chlon A, Chlorella Pyrenoidosa", I. Umezawa e equipe, Quimioterapia, volume 34, número 4, 1986).

Alimentação Natural

Foi publicado na revista Science Magazine, uma reportagem apresentando o resultado de várias pesquisas sobre o uso possível da Chlorella como fonte de lisina e trenanina, para complemento do trigo no preparo e preparo de pães dietéticos. Observou-se que a Chlorella usada como complemento alimentar em laboratórios, aumenta o crescimento e mais saudáveis pintinhos e camundongos, no estudo os outros tipos de algas não apresentaram efeito semelhante.

A revista Reader's Digest "Seleções", em um de seus artigos, o escritor Bill Davidson, publicou uma matéria na qual previu que a Chlorella será mais importante para a humanidade que a energia atômica. Os cientistas da Universidade do Texas passaram a pesquisar a possibilidade de produzir a Chlorella como fonte de alimento e oxigênio em naves espaciais, tudo isso a pedido do Departamento de Medicina Espacial da Força Aérea dos USA.A Chlorella é uma rica fonte de nutrientes concentrados e considerada como possuidora de todos os elementos necessários para dar sustento à vida na Terra. Possui todos os aminoácidos essenciais, incluindo um alto teor de lisina, que propicia uma saúde perfeita.

A Chlorella fornece também grandes quantidades de betacaroteno, vitaminas C, E, K e complexo B. Os minerais que ela contém incluem cálcio, ferro, fósforo, potássio e magnésio.

Além desses benefícios, o maior valor da Chlorella reside em um componente contido chamado Fator de Crescimento Chlorella (FCC), descoberto por um cientista japonês. A Chlorella é um dos alimentos naturais mais ricos em ácidos nucleicos. Durante a intensa fotossíntese que permite a Chlorella crescer tão rápido, cada célula se multiplica em quatro novas células a cada 20 horas. O FCC é o fator na Chlorella que permite esta rápida taxa de reprodução.

Outra característica que merece destaque é sua concentração protêica com aproximadamente 65% de proteínas incluindo todos aminoácidos essenciais.

Segue abaixo os valores nutricionais da composição da Chlorella Green Boost:

Tabelas Nutricionais

Porção de 5 gramas (20 tabletes) % VD *
Valor Calórico 21,0 mil 0,84
Carboidratos 1,0 g 0,4
Proteínas 3,0 g 0,12
Gorduras Totais 0 g 0
Gorduras Vegetais 0,56 g 0,2
Gorduras Saturadas 0 g 0
Colesterol 0 mg 0
Fibra Alimentar 0,03 g 0
Cálcio 10,0 mg 0,40
Ferro 12,4 mg 0,34
Sódio 0 mg 0
Vitamina A 2775 U.I. 3,33
Vitamina B1 0,1 mg 0
Vitamina B2 0,24 mg 0,01
Vitamina B3 0,1 mg 0
Vitamina B12 6,3 mg 0,25
Caroteno 0,2 mg 0
Potássio 44,0 mg 1,76
Iodo 30,0 mcg 1,20
Ácido Oxálico 1,4 mcg 0,06
Ácido Nicotínico 1,20 mg 0,04

*Valores Diários de Referência com base em uma dieta de   2500 calorias

 

Composição Centesimal
  Proteínas 65%
  Lipidios 9%
  Fibras 2%
  Carboidratos 13%
  Cinzas 6%

 

Outros Componentes
Xantofila 287 mg
Caroteno 69 mg
Vitamina C 53,10 mg
Clorofila 2,63 mg
Vitamina E 11,8 mg
Ácido Nicotínico 31,5 mg
Vitamina B6 1,49 mg
Magnésio 284 mg
Ácido Pantotênico 2,43 mg
Fósforo 1170 mg
Ácido Fólico 15 mg
Aminoácidos
(mg/10g de CHLORELLA)
  Isoleucina 305
  Leucina 474
  Lisina 387
  Fenilalanina 304
  Tirosina 189
  Metionina 80
  Cisteina 47
  Treonina 258
  Triptofano 91
  Valina 336
  Arginina 421
  Histidina 100
  Alanina 324
  Ácido Aspártico 506
  Ácido Glutâmico 572
  Glicina 332
  Prolina 337
  Serina 224

*Os valores nutricionais da Chlorella podem apresentar variações, dependentes do modo de cultivo, quantidade de energia solar e outros fatores.

Chlorella - Voltar    
 


Medicina Alternativa®